quinta-feira, março 22, 2007

Outra coisa qualquer

Bom, neste post proponho-me a falar sobre outra coisa qualquer, como prometido. Ao princípio senti alguma relutância em falar deste tema, devido à conjuntura que por norma tende a dificultar a abordagem a este assunto delicado. Mas depois de bem considerado o tema, achei que até fazia sentido ter aqui neste blog alguma coisa escrita acerca de outra coisa qualquer. Isto porquê? Porque não existe ainda na Internet algo que fale concretamente em outra coisa qualquer. Experimentem fazer uma pesquisa no Google por "outra coisa qualquer". Facilmente constatam que o que se escreve por aí fora sobre outra coisa qualquer é na realidade sobre uma outra coisa qualquer e não sobre outra coisa qualquer. Isto explica-se facilmente pelo facto de ser bastante complicado escrever sobre outra coisa qualquer, e frequentemente acaba-se por escrever sobre outra coisa qualquer, que em nada tem a ver com outra coisa qualquer. Por isso surjo eu, com ideias concretas sobre outra coisa qualquer, mas não sei por que raio, acho que também me estou a referir a outra coisa qualquer que não outra coisa qualquer. Enfim, ossos do ofício. Tomando finalmente a problemática em torno de outra coisa qualquer, compete-me enunciar o significado, o valor cultural e a importância social deste assunto. Outra coisa qualquer refere-se a outra coisa qualquer, e recorremos-lhe quando pretendemos reportar-nos a outra coisa qualquer. Em termos culturais, outra coisa qualquer é historicamente outra coisa qualquer, e apesar de desta forma não se saber ao certo que coisa é essa, sabemos sempre que é outra coisa qualquer, e portanto, sendo outra coisa qualquer, pode ser uma coisa importante. Por exemplo: "Hitler invadiu a Polónia e mais tarde outra coisa qualquer". Aqui, eu estava a referir-me à França, que é obviamente uma coisa importante, e não deixa de ser outra coisa qualquer, dentro do contexto da frase. Em termos sociais, outra coisa qualquer tem também grande importância, principalmente compararmos com outras coisas quaisquer. A sociedade actual vive na procura de outra coisa qualquer, não se sabe ainda muito bem o quê, mas é certamente outra coisa qualquer. E quando futuramente descobrirmos que outra coisa qualquer era essa, compreenderemos definitivamente a importância que tem outra coisa qualquer. Depois de vos falar desta forma sobre outra coisa qualquer, posso desde já adiantar que no próximo post irei dissertar acerca de outra coisa qualquer, que ainda não decidi, mas que será certamente outra coisa qualquer, pois acho que neste post já disse o principal sobre outra coisa qualquer.

4 Comments:

Blogger Pedro said...

Prémio engonhanço do ano! Sinceros parabéns a quem leu o texto todo!!!

7:27 da tarde  
Blogger Pedro Santos... aka BERIMBAU said...

HEIN?!?! QUÉ TÁ FALANDÚ?!?!?

8:27 da manhã  
Blogger cris said...

aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Acho que baralhei a meio, outra vez.
Lá vou ter que ler tudo do princípio de novo, xiça.
Para a próxima, aumenta o tamanho da letra. Ok?

2:13 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Escreve um livro, Pedro...tu és simplesmente GENIAL a escrever ;)
Adorei...

Raquel

2:14 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home